16 junho 2014

Maratona literária: conclusão!

22 comentários
E ontem -dia 15- a Maratona Literária (promovida pelo blog Carneirismo) finalmente terminou. Sem dúvida alguma, nesse meio tempo de quinze dias tive o maior número de leituras consecutivas em um curto período da minha vida! A meta estipulada era de 7 livros, e eu cheguei bem perto. Do último livro faltaram menos de 200 páginas (tem 420). Então mesmo não tendo concluído dentro do tempo a leitura, fiquei feliz pelos outros 6 livros que li muito rápido. Mas indo direto aos fatos, os livros em si foram em suma surpreendentes pra mim. Escrevi um pouquinho do que achei de cada um nesse post, e também estou preparando algumas resenhas que espero postar em breve. Antes de ler o que achei sobre cada um dos livros, aperte o play e ouça a música que escolhi para representa-lo ;D

O Teorema Katherine (John Green)
"A história desse livro, é de Colin. Ele é um garoto prodígio, que desde pequeno sempre foi muito inteligente e afins. E além da inteligência acima da média, a outra característica marcante do garoto é ser fissurado em um tipo de garotas. No caso, garotas que se chamem "Katherine" (exatamente como está escrito). Todos os relacionamentos que teve foram com garotas chamadas assim. E todos acabaram mal. Para suprir tanto a necessidade de ser lembrado (não ser só mais um prodígio infantil, mas deixar algo de bom pro mundo), quanto a dificuldade de manter um namoro com uma Katherine. Ele decide fazer um teorema, "O Teorema Katherine". Ele e seu melhor amigo saem em uma road trip em busca de essas e outras respostas (UEHUEHUEH). E acabam se instalando em uma cidade do interior onde a maior parte da história se da."
Opinião: Confesso que esse livro foi como um balde de água fria pra mim. De certa maneira eu gostei do começo dele, e a narração do John mesmo sendo diferente do habitual era divertida e agradável. Mas mesmo com um tema interessante e que eu me identificava, a história não tinha nada demais e acabei desgostando. Tenho as mesmas dúvidas que o Colin e etc. Mas o fato de eu me identificar com ele, não foi suficiente para gostar da história. Ela pode ser divertida pra alguns, mas pra mim parecia ser uma narração chata daquele amigo que tenta pagar de engraçado, sabem? Não curti em nada o fim, e classifico como razoável por uma ou outra coisa que curti. Recomendo a leitura só pra ler todos do John, caso goste do autor. Música que escolhi pra representar ,por conta da cidade do interior onde eles se instalam:



O Projeto Rosie (Graeme Simsion)
"No romance do australiano Graeme Simsion, Don é um geneticista (cientista/professor especializado em genética). Mas ele não é um simples professor. O que da todo o ar da história são os hábitos dele. Ele é extrema-super-exageradamente-organizado. Em tudo. Desde sua comida, até a decoração da casa, na sua rotina de trabalho, em suas conversas. E consequentemente em seus relacionamentos. Sem muitos amigos, Don já está com quase (que eu me lembre) 40 anos, e decide que precisa se casar. Como não consegue se relacionar com mulheres facilmente (por conta de toda a praticidade que tem na sua vida), acaba apelando pra algo mais científico. Ele inicia "O Projeto Esposa", que conta com um questionário que ele distribui a mulheres para encontrar a esposa mais compatível com ele. Mas então, ele conhece Rosie. Que foge de todos os critérios que compõem a esposa perfeita. E agora, ele irá responder a seu coração ou a sua razão?"
Opinião: Eu simplesmente amei esse livro. De verdade. O Don é um sonho de consumo haha (casaria facilzinho). E como eu disse, a compulsão dele por organização só torna a história melhor. A narração é em primeira pessoa, então entendemos a mente dele. Ele explica todas as suas atitudes e até sentimos vontade de nos tornarmos um pouco parecidos com ele (ou não hehe). A maneira como o rumo da história se da é bem "natural" e não sentimos aqueles empurrões do autor. Don é um cara incrível e ponto. O romance é ótimo pra quem como eu, não curte tanto a parte da melação e espera algo mais de livros do gênero. E ele é de certa forma adulto. Não trata de temas adolescentes, juvenis, nem nada assim. Questões adultas são abordadas no livro. Como por exemplo a ligação da Rosie e do Don se dar pelo fato de ela querer saber quem é seu pai (o qual não sabe de sua existência). Ele a ajuda conseguindo o DNA de possíveis pais e comparando-os com o de Rosie. A música que escolhi, foi "R U Crazy" do Conor Maynard. A letra não tem nada a ver com a história, mas acho a batidinha perfeita pra história:



Os 13 porquês (Jay Asher)
"Hannah era uma garota aparentemente normal e sem muitos problemas. Mas um dia se suicida e todos de sua escola se chocam com isso. Um tempo depois de sua morte, uma caixa de sapatos que foi deixada por Hannah antes de se suicidar começa a circular. Ela contêm 7 fitas. E em cada um dos lados dessas fitas, a garota conta um dos 13 motivos pelo qual se matou. No caso, esses treze motivos são pessoas. E cada uma delas recebe a caixa com as fitas, com o dever de repassar a pessoa/motivo depois de você nas fitas. Clay é uma dessas pessoas. E começa a ouvi-las. Ele não entende como contribuiu para o suicídio de Hannah, então tem de ouvir todas as fitas a fim de entender."
Opinião: Esse livro é simplesmente perturbador. Perturbador e muito triste. Mas ao mesmo tempo você não consegue desgrudar dele. A cada "capítulo" conhecemos um dos porquês. E as histórias vão se tornando cada vez mais pesadas. Percebemos o quão atitudes pequenas podem ter um impacto enorme e desastroso sobre a vida de alguém. No caso de Hannah, os motivos foram formando uma bola de neve, até que ela não pôde aguentar mais. Clay acompanha a história não só nos áudios das fitas. Mas também nos lugares em que cada uma das histórias se passou. O mapa que acompanha as fitas faz com que ele vá até tais lugares, e repense cada uma das cenas. Além de "ouvirmos" a narração dela, lemos também os pensamentos de Clay. E sinceramente, é demais. Me senti tão deprimida quanto ele. Pra finalizar, a maneira como ele entra na história é de certa forma "bonita". Não é algo ruim, mas também não é bom. Ele teve de certa forma impacto sobre aquilo. Além disso, a personagem me lembrou a Margo de Cidades de Papel (John Green). Só que com a diferença de que ela tinha depressão e Margo não. Por fim, a história tem um tema que abrange uma realidade possível pra nós leitores. Um amigo, um parente, até nós mesmos. A depressão pode pegar qualquer um. Se mais delongas, o livro é indicadíssimo pra qualquer um. Forte, mas indicado. A música que escolhi foi "João e o Pé de Feijão", do Cícero. Por conta do trecho "Ainda não fazem pessoas que enxuguem; Suas próprias; Mágoas" (!!!), e pela melancolia da melodia:



Os mistérios de Warthia - A Profecia de Mídria (O LIVRO QUE TEM MEU NOME!!!)
"Serafine é uma garota normal, ou aparentemente é. Ela vive na Vila do Sol, com seus pais. E tem uma vida um pouco diferente das outras garotas da Vila. Foi abandonada na porta dos Delay, que a acolheram e criaram como filha. Quando foi encontrada tinha marcas estranhas em seu corpo. Como desenhos. Mas que até seus 18 anos foram escondidas e ignoradas pela própria. No entanto, na comemoração de seu décimo-oitavo aniversário ela se depara com criaturas estranhas que querem leva-la dali. A jovem então descobre um mundo mágico e até então ignorado. Mas no qual ela tem importância tremenda. Ela faz parte de uma profecia. E se não cumprir seu papel todo o mundo pode recair sobre o poder das trevas (gostei do "recair sobre o poder das trevas" dhfdhsf, eu criativa)."
Opinião: Como vocês imaginam, a história tem a ver com o tempo "medieval", com batalhas e fantasia. Tudo isso misturado são os ingredientes da receita pra eu não gostar de um livro. Livros de fantasia e batalha pra mim são extremamente zzz. Mas esse definitivamente não foi. A Serefine é uma jovem que até então era leiga sobre sua importância nesse mundo que desconhecia. Logo, descobrimos com ela esse mundo e onde ela entra nele. Gostei muito do fato de ela não ser "bam-bam-bam" e ir tomando conta de tudo. Ela aprende, reflete e vai se tornando mais presente na história aos poucos. Outro fator que me fez amar o livro, são os guardiões dela. Jerec e Ývela. Jerec, meio que logicamente acaba se tornando o crush dela. Mas a maneira que essa paixão nasce é muito natural. A Ývela é um amorzinho. E por fim, ela encontra várias outras criaturas que a ajudarão em seu caminho para combater o mal. Tudo pareceu simples e sem grandes mistérios pra mim. O que adorei. O livro fala de magia e tudo mais, só que de maneira clara, bem detalhada. Não tem como não entender. E isso foi importantíssimo pra mim. A narração da Denise é uma delícia. E enfim, amei. Estou maluca pela continuação e quero saber como Serafine vai enfrentar o que virá pela frente. Pra quem como eu tinha um preconceito em relação a livros do gênero, bom título pra começar. Tentei pensar em alguma música que combinasse, mas a missão foi difícil. Então acabei recorrendo ao bom e amado youtube. Encontrei uma música medieval. Válido? hehe



A Escolha (Kiera Cass)
"No último livro da trilogia A Seleção, acompanhamos a decisão final de America. Com quem ela ficará. Aspen ou Maxon. E também vemos todo o cenário de Illéa abalado pela ação dos rebeldes que ameaçam a segurança do povo. A escolha de Maxon é outro fator, e as intrigas e paixões que se desenrolam dentro do castelo se tornam frequentes. Ao mesmo tempo que o fim do concurso se aproxima e as garotas se tornam cada vez mais próximas. Sem contar a pressão do rei sobre America." 
Opinião: Eu "comi" esse livro. Li em menos de 4 horas seguidas, como ocorreu com os outros livros da série. E sem dúvida amei. A história distópica em si, não é tão presente quanto eu gostaria que fosse. Mas o romance não deixou a desejar. O livro começa extremamente divertido e depois o desenrolar da história é um amorzinho. America e Maxon são aquele casão fofinho (e que nos ilude hehe). Em certo ponto da história, os rebeldes entram e "cumprem" parte do papel deles. Mas nada demais. Esperava algo mais forte e presente na história. Como sempre a America se mete em confusões. E por fim algo que eu adorei, foi a aproximação das quatro finalistas. Algo que gostei bastante, já que como temos a visão da America de tudo, nos aproximamos delas como ela mesma se aproxima. O fim foi amável. E queria muito um quarto livro (snif). Recomendo a trilogia inteira caso curta romance com um Q de diversão, intrigas, reviravoltas e coisas do gênero. A música que escolhi foi "Kiss Me" do Ed Sheeran. Por conta do romance presente em todo o enredo:



Vaclav e Lena (Hayley Tanner)
"Vaclav e Lena são amigos de infância. O que tem em comum: ambos são filhos de imigrantes russos nos Estados Unidos. Logo, enfrentam as mesmas dificuldades no país. Como adaptação a língua e a escola. Mas as semelhanças param por ai. Vaclav é uma criança extrovertida e precoce, apaixonado por mágica. Lena é calada e tem dificuldade com o novo idioma. Além da diferença de personalidade, as bases de família de ambos são distintas. Mesmo não sendo perfeitos, os pais de Vaclav dão um lar a ele. Enquanto Lena vive com a tia que mal da atenção pra ela. Os dois brincam sempre, mas um dia Lena desaparece. A mãe de Vaclav, Rasia, sabe de que maneira ela desaparece. Mas apenas conta ao filho que ela "foi para um lugar melhor". Depois de anos separados, já adolescentes eles se reencontram e o paradeiro de Lena é desvendado."
Opinião: Gostei muitíssimo da história. Embora no começo seja fácil se perder (a narração da autora é um tanto quanto peculiar), com o tempo peguei o jeito. O livro não é um simples romance de dois amigos de infância. Envolve questões muito mais sérias que isso. E justamente por esse fato gostei dele. Lena é uma garota um tanto quanto complicada, mas tem seus motivos. E Vaclav é um amorzinho. Quando eles se reencontram, decidem descobrir coisas juntos. Como o paradeiro dos pais de Lena e coisas relacionadas a sua história. É um livro que passa da linha "romance" e chega ao ponto de coisas mais importantes. No decorrer da história de Lena, descobrimos fatos tristes, então por isso a minha escolha de música. Do Hoodie Allen, "No Faith in Brooklyn". O nome já diz tudo, não? (e os personagens vivem no Brooklyn!). Recomendado pra quem gosta de histórias mais tristes e que tenham um romance mais "jovem-adulto".



As Aventuras de Sherlock Holmes (Arthur Conan Doyle)
"Nesse que é mais um dos livros de Arthur Conan Doyle sobre o personagem Sherlock Holmes, estão presentes doze contos sobre os mistérios que o personagem e seu parceiro Watson desvendam".
Opinião: Esse foi o último livro, e como eu disse o único que não consegui concluir a tempo. Mas de qualquer maneira, li grande parte dele. Como dito acima, estão presentes nele doze contos de casos do detetive. E dos que eu li não tenho do que reclamar. A narrativa é de muito tempo atrás, mas ao mesmo tempo atual. Fácil de se entender. Os mistérios são intrigantes, sempre queremos entender como Sherlock os desvenda tão facilmente. Esse foi o segundo livro do Arthur sobre Sherlock que li. E só posso confirmar que é ótimo como já tinha provado na minha primeira leitura. Além disso, algo que eu percebi em alguns contos foi a inspiração da série nos livros. Reconhecer as cenas de Sherlock, que foram inspiradas no livro foi algo bem legal. A música que escolhi é da trilha-sonora da série, mas combina muito com o livro também (pra quem não entendeu de que série estou falando, post: aqui). "The Game is On" pra vocês:



Concluo o post e o desafio aqui. Mesmo faltando parte do último livro, estou com aquela sensação de dever cumprido pelos outros livros. Fiquei muito feliz de ter participado, a experiência foi muito bacana. Quero agradecer o Matheus, que promoveu a Maratona, claro. Sem ele, nada dessa loucura haha Espero participar mais vezes. E vocês, já leram algum desses livros ou fizeram parte da Maratona Literária? Das próximas vezes aviso um pouquinho antes do encerramento das inscrições caso queiram participar também! 

22 comentários:

  1. Gostei muito de O Projeto Rosie (inclusive foi o último livro que resenhei no blog) e Vaclav & Lena. Quanto aos livros do Sherlock estou com quase todos aqui para ler, mas ainda não comecei porque quero ler na ordem cronológica e me falta o primeiro que é Um Estudo em Vermelho. Sou fã do detetive desde pequena quando li uma adaptação de O Cão de Bakservile e desde então acompanho tudo relacionado a ele (menos Elementary porque tenho bom senso e acho que aquilo deveria ser considerado uma falta de respeito com o clássico de Conan Doyle). Sou viciada na série da BBC e apaixonada pelo Ben, o Martin e o Andrew <3
    Gostei muito da ideia da Maratona Literária, vou me informar direitinho e quem sabe participar.
    Beijo

    www.blogrefugio.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elementary é absurda KLJSDJLSDK Watson mulher? Já não é mais Sherlock e Watson. Também amo a da BBC ♡

      Excluir
  2. Dos que você listou,eu só li "O Teorema Katherine" e "A Escolha", ambos são minha vida ♥ oifjdiogjsd Sério, sou apaixonada por esses dois livros (No caso da Escolha, trilogia).
    Os outros livros parecem ser muito bons.
    e-nquantoisso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A trilogia da Kiera me surpreendeu bastante ♡

      Excluir
  3. Os treze porquês e tipo o melhor livro que eu já li , e tão perturbador , e me ajudou muito e estranho dizer isso mais ok kkkk
    poaemargaridas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Quanto livro rs !!! eu tava em dúvida sobre a seleção, tava com medo de ser meio clichê demais... mas pela resenha fiquei com muita vontade de ler assim como o livro da segunda resenha! adorei as músicas, suuuper legais e diferentes!

    http://www.virtualparadisee.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Seleção é uma trilogia muito boa, vale a pena investir sim ;) ♡

      Excluir
  5. MIDRIAAAAAAAAAAAA CÊ TEM UM LIVRO COM SEU NOMEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE! Eu provavelmente também tenho um com o meu, mas deve ser alguma biografia da Indira Gandhi, eruehruhe
    Eu queria tanto participar de uma maratona T.T
    AI Q MUSICA DIVA <3 Amo a Irlanda, amo Medieval, xonei na musica, compartilhei ela no fb e pretendo fazer um post, UEHUHUREHUREUHR
    Obrigada pela inspiração *u*
    beijos ♥
    likearocklikearoll.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. TENHO \Õ/ *u* Não tem de que pela inspiração hehe Estamos aqui pra isso ♡

      Excluir
  6. o coment que eu mandei n chegou? :'(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chegou sim, Indira! :D É que eu modero os comentários ♥

      Excluir
  7. Eu já li A Seleção, é perfeeito! Essa maratona é muito legal, eu amei o post!
    Estou seguindo seu blog, é muito lindo :)
    Beijos!
    http://ao-estilo-de-mary.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Que legal que fez a maratona :)
    Só livros ótimos hein?
    Parabens....

    www.chadecalmila.com

    ResponderExcluir
  9. O Theorema Katherine está na minha listinha, mas depois do que você falou sobre ele desanimou um pouco. Já li A Escolha, é um amorzinho mesmo.♥

    PiinkCookie.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não deixa de ler, Laura! As vezes você curte mais do que eu ;D Concordo ♡

      Excluir
  10. Eu não conseguiria ler tão rápido. Até porque quando leio demais eu fico com ressaca literária, e as vezes não consigo me concentrar na leitura =]
    BlogInstagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi meio difícil ler rapidinho todos hehe Entendo suas ressacas litrárias </3.

      Excluir
  11. Oii, conheci seu blog através do Eu, Ludmilla e gostei muito! Tb amo ler mas nem tento acompanhar essas maratonas pq vou lendo aos poucos rs! Flor, já to seguindo aqui, se puder me segue tb, bjinhus!
    talkingabout-reb.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, obrigada ♡♡♡ Conheceu por um blog incrível haha Entendo, é meio difícil ler rápido assim haha Beijão! ♡

      Excluir